quarta-feira, 23 de novembro de 2011

BRINCADEIRA DE CRIANÇA

Esta postagem é da série "você sabia....?"

Pois bem, você sabia que algumas brincadeiras infantis que até hoje divertem a galera fazem parte da história do período colonial brasileiro? Isto mesmo! A peteca, por exemplo, vem de um brincadeira que os indígenas brasileiros faziam: a PeŽteka (que quer dizer bater). Era uma trouxinha de folhas cheia de pedrinhas amarradas a uma espiga de milho. Os portugueses adoraram e faziam até campeonato!
Bons tempos em que as crianças produziam seus próprios brinquedos e podiam usar melhor a imaginação para se divertir. O mundo atual é cheio das tecnologias...também é muito legal, com certeza, não estou querendo desmerecer. Mas bem que a gente podia misturar um pouco a industrialização e a tecnologia com nossa imaginação infantil. O que acham? Que tal tentarmos fazer uma PeŽteka? Tente fazer com sua família em casa. Será um bom divertimento. Olhe bem a imagem! Não deve ser difícil. Anote aí o material:
Pedrinhas pequenas
Folhas de milho
Espiga de milho seca
Penas
barbante


Quer ler mais sobre as brincadeiras e suas origens? Acesse os links
http://educacao.uol.com.br/folclore/ult1687u12.jhtm

http://www.google.com.br/imgres?imgurl=http://3.bp.blogspot.com/-QvKNDLMCulc/TakdlT6KqKI/AAAAAAAAAC4/QKKIXvx1XNk/s1600/peteca%2Bdo%2Bseu%2Btoninho.jpg&imgrefurl=http://educaremcontexto.blogspot.com/2011/04/brinquedos-e-brincadeiras-indigenas.html&usg=__QA19PlktRtr6ZyLeBPp3wdyma_4=&h=400&w=300&sz=30&hl=pt-BR&start=2&sig2=nSY_Uk_9vKcphToE3EDQCA&zoom=1&tbnid=gAKkktJ5TTW63M:&tbnh=124&tbnw=93&ei=nW7NTqHXLOPo0QH0t6U7&prev=/search%3Fq%3DPe%25C5%25BDteka%26um%3D1%26hl%3Dpt-BR%26sa%3DN%26rlz%3D1T4ADFA_pt-BRBR401BR402%26tbm%3Disch&um=1&itbs=1

KISSES!

2 comentários:

  1. Gostei da curiosidade.Vou tentar fazer a peteca, parece fácil. :D

    Gabriel Ribeiro - 703

    ResponderExcluir
  2. Bacana, Gabriel. Também vou tentar fazer para a minha filha. O legal seria termos feito juntos em sala de aula, mas infelizmente não tivemos tempo para isto. Se você conseguir fazer, não deixe de me escrever sobre a experiência.
    Beijocas

    ResponderExcluir

comentem, perguntem, participem